Perfil

Sou Angel Rosa
Idade: 35
Moro:Minas Gerais
Adoro a noite,a lua,estrelas...


Link me





Meu Award





 
Link Sou Destaque







Participo






Destaques
 


Diversos

 

 

Melodia dos Anjos





Initialisation

Arquivos Passados

01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006





M E U S    P O S T S



**Adormecida**

Quero que seja seu

O beijo que vai me acordar

Depois de cem anos de solidão,

Quero que seja o seu corpo

Que revele ao meu

Todo o amor e toda a paixão,

Perdidos no tempo...

Como um príncipe encantado

Revelando à amada

Os ardores do coração.

Quero acreditar

Que o amor ainda tem vez,

Que um coração se refaz,

Que o amanhã não está tão distante,

Se alguém nos espera.

Quero acreditar sim,

No amor,

Que duas pessoas

Podem ainda sonhar juntas,

Apesar das desesperanças...

 

Quero que seu beijo me acorde!

Ah!... sim, que ele me acorde,

Que a gente se afine

E caminhe

Como num sonho

Que nunca encontra seu fim!...

(Letícia Thompson )



Postado por: Angel Rosa às 19h53
[ ]

[ envie esta mensagem ]






*MEU TEMPO NA TERRA*

Meu tempo na Terra
Longo como possa parecer
É apenas um momento
Dentro do grande esquema das coisas

Um breve refrão
Da canção infinita da vida
Cantada somente uma vez
E logo nós partimos

Meu tempo na Terra
Cada alento que eu respiro
É uma chance a mais para
compartilhar meu amor
Com aqueles ao meu redor

Nós chegamos e partimos
Como estrelas cadentes
A verdade seja dita,
É somente isso que somos

Quanto mais eu souber
Mais posso ver
Quanto mais velho eu ficar
Mais eu acredito

Não é a longevidade da vida
Nem a profundidade da cova
Ao final seremos avaliados
Pelo amor que doamos

Portanto meu tempo na Terra
Depende do destino
Mas tudo o que acontece
No espaço de ponta a ponta

Depende de mim
E as escolhas que encaro
Para melhor ou para pior
São minhas para serem feitas

Portanto o meu tempo na Terra
Será bem aproveitado
E quando eu deixar este mundo
Não deixarei arrependimentos
Viverei e amarei

Por tudo que vale a pena
Até terminar de viver
Meu tempo na Terra
Até terminar o meu tempo na Terra

(T. Conners, D. Vincet Williams, A. Hughes

 



Postado por: Angel Rosa às 11h38
[ ]

[ envie esta mensagem ]






No princípio eu era a Eva
Criada para a felicidade de Adão
Mais tarde fui Maria
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia
A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi:
Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção...
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA
E meu nome é MULHER..!!!!
 
Autor Desconhecido



Postado por: Angel Rosa às 22h04
[ ]

[ envie esta mensagem ]






*EU APENAS QUERIA*

Queria poder conduzir
a velocidade dos acontecimentos,
queria poder travá-los por determinado tempo.
Queria que as coisas melhorassem
ou, ao menos, ficassem como estão.
Queria não ter coração
pra nunca sentir tal emoção.
Queria ser uma ilha
cercada só de alegria,
sem um barco que pudesse me buscar,
sem o tempo pra correr e me alcançar.
Queria me aconchegar
nos braços da eternidade
ou ter força e coragem
para brigar com o tempo
que vem se esvaindo por entre os meus dedos.
Queria sossego!
Portas fechadas, janelas trancadas,
sem a luz do sol, sem o brilho da lua.
Acho que eu queria tudo às escuras.
Queria o tempo repousando
e tudo se ajeitando.
Queria não precisar
falar, explicar, questionar.
Eu apenas queria ficar
sentada em frente da vida
curando, lentamente, as minhas feridas.

Autoria - Silvana Duboc



Postado por: Angel Rosa às 19h15
[ ]

[ envie esta mensagem ]






 
Layout de Cristina Sueta Artes